terça-feira, 9 de março de 2010

Clarice Lispector

Ontem fui de Martha e hoje resolvi postar este texto da Clarice, com o qual me identifico muito, em especial pela ultima frase... (risos)

***********************************************************************************

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

segunda-feira, 8 de março de 2010

Mulheres - Martha Medeiros

À vocês minhas amigas-irmãs-companheiras-cumplices... É claro, que também a vocês homens da minha vida, para que lembrem o quanto somos importantes e merecemos ser lembradas e cuidadas, todos os dias, e para que aproveitem o texto e enviem as suas namoradas, esposas, noivas, concubinas, etc... (como de costume)

Algumas palavras de Martha Medeiros, nada muito sentimental, mas perfeita descrição do que nós mulheres realmente somos...

Beijo no coração de todos e todas!!!

***********************************************************************************************************************************************************

Amigas, filhas, avós, netas, irmãs, cunhadas, tias, primas. Somos mais chatas do que os homens, porém, entre uma chatice e outra, somos extremamente solidárias e companheiras de farras e roubadas. Esquecemos com facilidade as alfinetadas da vida e temos sempre uma boa dica para passar adiante, seja a de um filme imperdível, de uma loja barateira ou de uma receita para esquecer da dieta. Competitivas? Talvez, mas isso não corrompe em nada a nossa predisposição para o afeto, a nossa compreensão dos medos que são comuns a todas, a longevidade dos nossos pactos, o nosso abraço na hora da dor, a nossa delicadeza em momentos difíceis, a nossa humildade para reconhecer quando erramos e a nossa natureza de leoas, capazes de defender não só nossos filhotes, mas os filhotes de todo o bando.

Aprendemos a compartilhar nossas virtudes e pecados e temos uma capacidade infinita para o perdão. Somos meigas e enérgicas ao mesmo tempo, o que perturba e fascina os que nos rodeiam. Brigamos muito, é verdade: temos unhas compridas não por acaso. Em compensação, nascemos com o dom de detectar o sagrado das pequenas coisas, e é por isso que uma amizade iniciada na escola pode completar bodas de ouro e uma empatia inesperada pode estimular confidências nunca feitas. Amamos os homens, mas casadas, mesmo, somos umas com as outras.

Martha Medeiros...

quinta-feira, 4 de março de 2010

Porto de Navegantes Punido pela Receita Federal

Parada no porto

A Receita Federal suspendeu por três dias as operações relacionadas a importação e exportação no Porto de Navegantes. A punição foi publicada no Diário Oficial e prevê que a paralisação ocorra nos dias 24, 25 e 26 de março. A Portonave, administradora do porto, teria descumprido alguma determinação das leis aduaneiras. Segundo o delegado regional da Receita, José Carlos Araújo, os detalhes do processo administrativo não podem ser divulgados.

Na Receita Federal, o processo foi finalizado e não cabe recurso. A Portonave pode recorrer à Justiça para tentar reverter a decisão. Através da assessoria de imprensa, a Portonave disse que não fará pronunciamento sobre a determinação.

Fonte: Jornal de SC

terça-feira, 2 de março de 2010

Teoria da Viagem - Michel Onfray

Trecho do Livro - Teoria da Viagem - poética da geografia, do filósofo e professor francês Michel Onfray

*****************************************************

"O viajante concentra estes tropismos milenares: o gosto pelo movimento, a paixão pela mudança, o desejo ardoroso de mobilidade, a incapacidade visceral de comunhão gregária, a vontade de independência, o culto da liberdade e a paixão pela improvisação".
"A arte da viagem induz uma ética lúdica, uma declaração de guerra ao espaço quadriculado e à cronometragem da existência".
"Viajar supõe o desregramento de todos os sentidos".
"Viajar solicita uma abertura passiva e generosa a emoções que advém de um lugar a ser tomado em sua brutalidade primitiva".
"Há que celebrar prioritariamente o que em nós treme e eletriza, se mexe e se carrega de energia, faz oscilar a agulha do sismógrafo, em vez daquilo que apenas faz o cérebro trabalhar".
"No estrangeiro, nunca se é um estranho para si, mas sempre o mais íntimo".

****************************************************

Resolvi transcrever aqui o trecho deste livro, por pensar que ele reflete muito do que sinto, e de como me sinto em relação a muitas coisas, essa liberdade incerta que é viver, sentir-se vivo é uma viagem incrível que faço todos os dias.
Gosto de viajar até o meu mais intimo desejo, secreto, proibido, restrito a mim mesma, e por vezes a alguns poucos que nele recebem o direito de penetrar, as viagens de destino incerto são as que mais me fascinam, o vento no rosto, a aflição deliciosa da incerteza de como chegar? onde chegar? e por vezes porque chegar? Isso exerce um perturbador fascínio sobre mim, mas me levam a ter momentos que valem uma vida inteira, situações bizarras, confusas, pessoas que estão sempre ali no caminho, cada qual com sua importância vital ao trajeto, algumas como guia, outras como desvio ou até que se apresentam na forma de retorno. Muito reflito cada vez que preciso pegar um retorno, seria o retorno algo que te traz de volta à estrada certa, o caminho correto, ou seria o retorno algo que te faz voltar a andar por uma estrada que já conheces, seguir pelo caminho certo pra você nem sempre é seguir pelo melhor caminho, ou até mesmo seguir pelo caminho que te trará as melhores experiências, aquelas que você vai contar aos netos, ou aquelas que você não terá coragem de confessar nem a você mesma, nas viagens da vida, gosto de cultuar e manter por perto mesmo que sempre distante, aquelas pessoas que me levaram pelos caminhos mais estranhos, mas bizarros, com as quais fiz as viagens mais intrigantes, momentos que nem mil anos irão apagar, segredos guardados no intimo de dois, ou apenas no meu intimo, pessoas que terão o poder de me encontrar no meio do caminho esteja eu na estrada que estiver e mesmo depois de anos, vão olhar nos meus olhos e me pegar pela mão, me guiando por caminhos nunca antes percorridos, estradas conhecidos, porém vistas ´pelos olhos destes seres estranhos e ao mesmo tempo fascinantes, tornam-se únicas, e isto me faz perceber que muitas vezes o que torna um caminho interessante, é quem te guia através dele, quem involuntariamente tem o poder de te olhar no olhos, pegar na tua mão e sem dizer uma só palavra, te levar por um caminho incerto, obscuro, mas ao mesmo tempo te levar exatamente onde você sempre quis estar, a melhor viagem na maioria das vezes está escondido no melhor guia, na melhor cia...
Algumas pessoas ao entrelaçar os seus dedos em minhas mãos têm o poder de transformar um simples passeio pelo quarteirão, na mais deliciosa aventura... Momentos que valem uma VIDA, momentos pelos quais tenho certeza que nasci pra viver, e aos quais me permito não tentar ENTENDER, pois sei que esses momentos mágicos, não devem ser julgados, quantificados ou entendidos, momentos que devem simplesmente ser VIVIDOS em toda sua graça e intensidade!!!
E assim sem fôlego, me despeço intrigada e fascinada com as voltas que a vida me dá...
Morgana Fernandes – 02/03/2010

Just Enjoy...

Faça algo que você QUER fazer e não apenas algo que DEVIA ESTAR NA LISTA!!!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Amor em Palavras...

"Escrevendo eu consigo mostrar-me verdadeiramente, demonstrando tudo que habita em meu coração."

Foi a forma que encontrei de transparecer tudo que sinto, que penso, que vivo, todo amorque tenho pra dar.
Amor que muitas vezes seja por falta de oportunidade, tempo, ou porque não dizer coragem

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

VIVOASIS... CUIDAR DE QUEM CUIDA DA GENTE...

Deveríamos pensar na nossa relação com o mundo, como se fosse um casamento, pra relação dar certo a reciprocidade e respeito mutuo, deve estar presentes em todos os momentos.

 

Dê amor e receberá amor, cuide do seu jardim  e este lhe encantará com o perfume e a beleza de suas flores.

 

Cuide de quem cuida de você, proteja as arvores que te dão o ar pra respirar, as estrelas que te fazem sonhar, essa é a chave da felicidade, este é o verdadeiro mapa da mina, a chave para fazer deste, o mundo que sonhamos, está na verdade em mudar a relação que as pessoas têm com o mundo em que vive.

 

Despertá-las para o fato de todo o cuidado e carinho que a natureza lhes oferece despretensiosamente, e que mesmo que ela, assim como o amor verdadeiro, não peça nada em troca o mínimo que podemos fazer é cuidar dela, ama-la e preserva-la, para que ela possa continuar cuidando da gente...

 

Do contrario ficaremos órfãos da nossa querida mãe natureza e todo resto perderá o sentido e a razão...

 

Vamos despertar um novo olhar para a forma como nos relacionamos com o mundo e com as pessoas que nele vivem... Isso é ser OASIANO DE CORPO, ALMA E CORAÇÃO... VIVOASIS...

 

Morgana Fernandes (oasiana de corpo, alma e coração)

 

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Cristal Partido...

FANTASIEI 1 ANO

Falando de amor...

Quando penso em você, meu rosto se ilumina tal como uma explosão cósmica, irradiando luz e alterando o sentido de todas as coisas... Morgana Fernandes