quarta-feira, 28 de outubro de 2009

PENSAMENTOS DA MADRUGADA...


CONFESSO, ADMITO, NÃO NEGO... EU SOU MULHER!!!

Confesso, não posso mais negar, tentei esconder, enrustir, iludir, mas em certas situações é irritantemente evidente então por fim declaro:

EU SOU MULHER!
Acreditem, sempre me surpreendo nestes momentos femininos, fragil, sensivel, até fútil, aparentemente apaixonada, possivelmente entregue, cheia de adjetivos, repleta de dúvidas, insegura até, ciumenta talvez, possessiva certamente, pegajosa já seria um exagero, dramatica só se for pra fazer comedia ou charme, depende da sua altivez...

Mas não se engane, mesmo nos meus momentos mais M-u-l-h-e-r, ainda me orgulho de ser muito macho, posso até deixar me pegar pela cintura e falar no meu ouvido, algumas destas mentiras sinceras que toda mulher adora, pode pensar que me engana, pode pensar que me ama, pode achar que me tem nas mãos, pode achar que ganhou meu coração, não se engane ou me engane se for capaz, sinceramente ainda espero pelo dia que alguem irá me surpreender de fato e me enganar, me fazer de boba sem eu nem perceber, que irá explorar toda minha feminilidade, me deixar encantada, retardada, bem abestalhada mesmo, sonhando acordada e fazendo planos...

Mas enquanto isso, me orgulho em dizer que: "Sou mulher com alto nivel de testosterona", mas um sexto sentido quase sobrenatural, confesso que por vezes balanço, finjo que me entrego, não nego, mas sofrer já é pedir d+, não existe fora de cafageste que seja tão devastador, que um belo vestido e maquiagem, acompanhado de belas unhas vermelhas não resolvam em poucos minutos.

Confesso vai, as vezes choro, mas prefiro pensar que não são lagrimas e sim emoção transbordando de um coração que embora não pareça é de carne, choro lembra tristeza, sofrimento,lamentação, emoção transbordando,lembra vida, alegria, adrenalina, satisfação, tesão, sofrimento é prazo longo, juro caro, fardo pesado, já emoção é adrenalina, sair da rotina, sair na surdina, voltar a ser menina, são momentos unicos e especiais, intensos até a ultima gota, sou a favor das lagrimas momentaneas, chorar 5 minutinhos e seguir em frente é revigorante eu diria até sexy e instigante, fico mais interessante depois destes momentos, meus olhos brilham mais e meu corpo inspira e respira o amor... Minhas ideias estão confusas, porque já é tarde, o texto está ruim, mas vou publicar mesmo assim, ao menos vou poder ler e dar risada amanhã pela manhã ou daqui um tempo quando por acaso parar pra ler...

VAI CONFESSO NO FUNDO MAS BEM LÁ NO FUNDO MESMO SOU DE FATO MULHER EM MUITOS MOMENTOS E ATÉ GOSTO!

(mas não espalha que pega mal)

CONF

FESTIVAL OASIS - 30/10 A 02/11

TEMPO DE MUDANÇA...


É chegado enfim o tempo da mudança, mudar as vezes é dificil, mas nunca impossivel, mudamos a roupa, mudamos de emprego, mudamos de casa, de escola, de bairoo de cidade, podemos mudar de país, de namorado, de marido, mudamos até de assunto, de gosto, de rosto, de corpo, mas será que em meio a tantas mudanças que atravessamos todos os dias, em algum momento conseguimos de fato mudar realmente algo dentro de nós???

O que de melhor temos nós a oferecer ao mundo?
Qual o melhor que podemos fazer enquanto estamos aqui?
Quais os sentimentos que vale a pena preservar?
Culpa, inveja, mentira, preconceito onde iremos chegar cultivando estes sentimentos?

É chegado enfim o tempo da mudança, deixe a mudança acontecer em você,
viva, grite, sinta a brisa do mar bater no seu rosto,
ande descalça na praia, molhe-se, entregue-se a beleza da natureza,
sinta a força dela agindo em você, seja ridícula,
os melhores momentos e mais felizes de que tenho lembrança foram aqueles em que fui totalmente ridícula, em que dancei no meio da rua feito criança, em que abri os braços e ofereci meus abraços grátis no meio do shopping a estranhos, em que dancei na calçada, sentei no meio fio do estacionamento, beijei, sorri, senti, vivi...

Não tenha medo de mudar de comportamento, de casa de estado de país, o único medo que tenho é de mudar o que sou, minha essência, minha magia, minha alegria de viver...

Enfim é chegado o tempo da Mudança e descobri que mudo até o mundo se eu quiser, só preciso fazer umas ligações e chamar alguns amigos...

Martha Medeiros


"Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a paixões que já nem lembro, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem, à constante perseguição do que ainda não sei. Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo, mas me sinto."
Martha Medeiros

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Festival Oasis

Prezados amigos,
Boa tarde!

Estou aqui para convida-los a participar de algo grandioso que fez toda diferença na minha vida e tenho certeza que fará na de todos vocês também...

EU VOU E ESPERO VER TODOS VOCÊS LÁ COMIGO!!!

Relembre da energia que temos no Natal, Ano Novo, Copa do Mundo. Recorde a união que demonstramos nos momentos de dificuldade, após as chuvas e nas competições esportivas.


Agora imagine aquela energia, aquela união e muitas outras características espetaculares da sociedade catarinense utilizadas para construírmos a melhor Santa Catarina, não apenas uma Santa Catarina melhor.


E que tal fazer isso em clima de festa, de forma alegre, amiga e não menos compromissada. Tudo isso com foco na ação, JÁ!


Festival Oasis - 3 dias para tornar nossos sonhos reais. 30,31/10 e 01/11, Pav. 1 da Vila Germânica, Blumenau/SC. Programação detalhada abaixo!


 

Quer informações rápidas? www.festivaloasis.com . Quer conhecer mais pessoas que desejam a melhor Santa Catarina como você? www.festivaloasis.ning.com . Nos dois você poderá colaborar com o seu melhor para os três dias serem espetaculares, pois o Festival não tem dono, ou melhor, é de todo catarinense que quer agir JÁ por uma nova sociedade.


Conheça algumas das pessoas que estarão com você colaborando na construção do melhor futuro para Santa Catarina:

 

·         Sr. Rodrigo Rocha Loures, presidente do Sistema FIEP

·         Margaret Wheatley, especialista internacional em inovação (videoconferência)

·         Aron Belinky, consultor e conferencista internacional em sustentabilidade

·         Especialistas de várias partes do Brasil em gestão pública, inovação organizacional, permacultura, construções rápidas, habitação sustentável, agricultura em mandala,terapia comunitária, sustentabilidade nas empresas, investigação apreciativa, planejamento em TEvEP




?ui=2&view=att&th=1247d3de9ef18e9e&attid=0.1&disp=attd&realattid=ii_1247d3de9ef18e9e&zw



Morgana Fernandes 
Oasis SC - Navegantes
Fone: (047) 9178-7083
E-mail / msn: morgfernandes@hotmail.com
skype: mfernandes_itj_com
http://festivaloasis.ning.com/profile/MorgFernandes


Navegue com segurança com o Novo Internet Explorer 8. Baixe agora, é gratis!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

FESTIVAL OASIS - 30/10 A 02/11

ÉTICA, SUSTENTABILIDADE E O PAPEL DA COMUNICAÇÃO

ÉTICA, SUSTENTABILIDADE E O PAPEL DA COMUNICAÇÃO
Estas palavras e conceitos estarão cada dia mais conectados

Autor: Aser Cortines


Em uma roda de amigos, nas conversas de botequim, nos encontros empresariais, nos atos religiosos, no meio político, enfim em todos os momentos da vida que envolvem gente, as palavras ética e sustentabilidade estão cada vez mais presentes. Utilizadas de forma completamente distintas, estas duas palavras estarão cada dia mais conectadas. Para que possamos falar de ética, precisaremos falar inicialmente sobre a palavra moral. Os termos moral e ética vêm sendo utilizados por muitos com o mesmo sentido e não sem razão, uma vez que recorrendo as origens latina e grega das duas, encontraremos a palavra costumes.

Como tem dito a professora Terezinha Rios é importante fazer a distinção entre estas duas palavras. Moral será para nós o conjunto de normas, regras, procedimentos e leis que nos permitem viver em sociedade. A ética, por ter na sua essência o bem comum, está pautada em princípios e tem como papel principal exercer uma crítica permanente sobre a moral. Dentro desta lógica, diferentemente da moral, que se ajusta quando temos grupos e culturas diferentes, a ética tem a pretensão de ser universal e permanente. No entanto esse conceito tem avançado com a evolução do nível de consciência da humanidade.

O conceito de sustentabilidade, por sua vez, durante muitos anos, foi apropriado por aqueles que viam na questão ambiental um dos maiores, senão o maior, problema do Planeta. Não tendo a menor dúvida de que se não adotarmos uma postura radicalmente diferente em relação aos nossos padrões de consumo e poluição não teremos futuro, temos também clareza que muito mais precisa ser feito.

Dentro deste contexto foi construída a Carta da Terra. Participaram da redação do texto pessoas representando a grande maioria dos Países do nosso Planeta e, por esta razão, muito mais do que um documento de países ou de organizações, a Carta da Terra pertence aos povos do planeta. O documento está formatado em dezesseis grandes princípios, agrupados em quatro grandes blocos que são: Respeitar e Cuidar da Comunidade de Vida, Integridade Ecológica, Justiça social e Econômica e Democracia, não Violência e Paz. Tendo como grande referencial a Carta da Terra o termo sustentabilidade assume a sua verdadeira dimensão.

Assim sendo, para que possamos assegurar a verdadeira sustentabilidade teremos que levar em consideração todos os seus princípios. E é também dentro deste contexto, tendo como pano de fundo a Carta da Terra, que a ética irá avançar. Será possível admitir sustentabilidade sem ética? E sermos éticos com atitudes e posturas não sustentáveis? Por esta razão estas duas palavras estarão cada vez mais conectadas e talvez em um futuro muito mais próximo do que imaginamos, representem a mesma coisa. E o papel da comunicação? É preciso tornar absolutamente claro, para os já quase 6,7 bilhões de habitantes do nosso planeta estas questões. Atingindo esse objetivo a comunicação terá cumprido o seu papel mais nobre que é o de assegurar um mundo melhor para todos. Mesmo não estando ainda preparados ou absolutamente convictos de que este seja o melhor mundo para nós, talvez seja possível chegar a um consenso de que este é o mundo que queremos e sonhamos para nossos filhos e netos. ad

Aser Cortines

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Pensamento da Madrugada...

Desisti de tentar explicar o inexplicável, resolver o que não tem solução, hoje apenas VIVO, logo sou FELIZ...

Pensamento da Madrugada...

Desisti de tentar explicar o inexplicável, resolver o que não tem solução, hoje apenas VIVO, logo sou FELIZ...

Martha Medeiros


'Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação!

E, entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.

Primeiro: a dizer NÃO.

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.

Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.

Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.

Você não é Nossa Senhora.

Você é, humildemente, uma mulher.

E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.

Tempo para fazer nada.

Tempo para fazer tudo.

Tempo para dançar sozinha na sala.

Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.

Tempo para sumir dois dias com seu amor.

Três dias.

Cinco dias!

Tempo para uma massagem.

Tempo para ver a novela.

Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.

Tempo para fazer um trabalho voluntário.

Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.

Tempo para conhecer outras pessoas.

Voltar a estudar.

Para engravidar.

Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.

Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.

Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.

Existir, a que será que se destina?

Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.

Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.

Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!

Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.

Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'


Martha Medeiros - Jornalista e escritora

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

DEIXE DE SER VITIMA DOS PROBLEMAS E TORNE-SE PARTE DA SOLUÇÃO...

video

E agora? Hoje é sexta!!!

Pois é e agora hoje é sexta... nossa que pânico, mais um final de semana, ou "O FINAL DE SEMANA", como saber? sabendo oras, eu sei que será "O FINAL DE SEMANA", porque é assim que quero que seja, sei que vou te ver, está tudo planejado e arquitetado na minha cabeça, não você não me avisou que estaria aqui, mas eu sinto, sinto quando você está por perto, sinto sua presença, poderia ter ido pra longe, poderia estar muito longe daqui, assim não correria o risco de te encontrar, mas resolvi que vou encarar, quero te ver, não importa, não vai me ferir, não vai me magoar, quero apenas te ver, mais uma vez, não como das outras, talvez a última, talvez a primeira vez que vou de fato te ver, que você irá de fato me enxergar, saber o que ficou pra trás, os sonhos que tive, esperava de fato que você viesse me procurar, afinal foram tantos acontecimentos, afinal já tem tanto tempo, afinal você dizia que me amava, afinal dentro de mim ainda sinto que o que me afasta de qualquer outro é algo dentro de mim que diz que um dia você ainda irá aparecer, como naquele sonho, ilusão talvez, mas não adianta ninguém me faz feliz como você me fez, de uma forma totalmente louca, sem nenhuma razão, você dominou meu coração de tal maneira que só sobrou espaço para hospedes passageiros, viajantes que precisam de um lugar agradável pra estar por algumas noites, mas nunca uma morada definitiva, porque sua presença é tão forte que incomoda qualquer um que deseje ocupar este lugar...

"Procurei me manter afastado mas você me conhece faço tudo errado, tudo errado"
Charlie Brow Jr.